Oh My Closet


Deixe um comentário

After 17.

Image

Seria ótimo se planos pré-adolescentes começassem a dar certo, como aquela vez que prometemos ser amigos para sempre e nunca deixarmos nada nem ninguém ficar entre nós, tola inocência. Porém depois dos dezessete parece que tudo vem a frente, acho que tanta falsa responsabilidade de uma hora para outra chega a ser um enorme exagero, tanta pressão e decisões por impulso sem necessidade alguma. Um ou dois anos de reflexão e decisão própria não matam caros amigos marionetes, controlados por parentes e primeiros amores. Um dia todas essas suas etapas de vida serão vencidas, assim espero, mas para o caso de tudo ficar ruim e você acabar em um divórcio, eu estou aqui. Porque as minhas promessas são para sempre. Lucas Nascimento

Anúncios


Deixe um comentário

Você tentou?

Um dos maiores defeitos do ser humano é reclamar. Mas reclamar não vai mudar o fato das coisas estarem como estão, nós temos que acordar pra vida. O que adianta querer algo sem fazer nada para conquistar o mesmo? Sonhar é bom, mas só não basta. Atitudes! Falta mais atitudes no mundo, mais pessoas correndo atrás de seus objetivos. Mas é claro que haverão pessoas que torcerão para seu fracasso, pessoas que terão o prazer em tentar te desanimar. Não ceda. Não desanime. Você pode tudo é só você querer, apenas não se limite pra ninguém, cale a boca de todos, destaque-se, e se puder pise em todo mundo que duvidou de sua capacidade, logo os que são ”alguém” sempre dizem que a vista do topo é maravilhosa, porque não tirar a prova? – Lucas Nascimento


Deixe um comentário

Amizades existem?

Se têm alguém que nunca deu sorte com amizades na vida, esse alguém se chama Lucas Nascimento, acho que o problema sempre foi porque me entrego muito, me sacrifico muito, espero muito das pessoas, sempre faço planos, sempre faço o possível e o impossível para passar mais tempo junto. Acho que já tive alguns milhões de melhores amigos, as mesmas promessas, os mesmos planos, e no final eu sempre me deixaram.. Ou pela pessoa começar um relacionamento, ou pela pessoa mudar de sala, cidade. Acho que sempre fui muito ingenuo, sempre considerei todo mundo meu amigo e por isso sempre me dei mal. Nossos pais sempre falam que nossos amigos são nossa família, e eu como todo adolescente em vez de ouvir, quis aprender da maneira mais difícil. Cheguei ao ponto da minha adolescência que eu estava com o pensamento de que ”Não terei amigos, depois que acabar a escola vai cada um pra um lado e já era”. Isso realmente é verdade, por parte.. Vejo muito poucas pessoas do colégio hoje em dia, (e olha que faz 6 meses que terminei o colegial) tenho poucos amigos hoje, alguns colegas que tenho bastante carinho e consideração. Acreditem, não dá pra ter milhares de amigos, não dá, se você tentar tirar a prova, boa sorte com as decepções que vai ter. Mas alguém mudou meu pensamento, é possível encontrar amigos verdadeiros sim, realmente é difícil, tive muita sorte, há alguns anos quando eu ainda era criança conheci uma certa menina estudou comigo, nunca tive contato com ela, não conversava com ela (a não ser pra pedir cola), nunca fez diferença na minha vida, essa menina saiu da minha sala ainda quando éramos crianças, e certa vez já na adolescência cai na sala de tal garota. Quando cai na sala dela eu já tinha tido várias decepções com amizades. Nos aproximamos, tínhamos muito em comum, sabe aquela pessoa que é tipo sua alma gêmea? Então, achei, sabe éramos todo tipo de que ”Todos se danem, temos um ao outro”, nunca precisamos de ninguém, ela sempre provou ser minha amiga nas horas mais difíceis da minha vida, rimos, choramos, zuamos, passamos por poucas e boas levemente apimentadas confusões. Hoje minha melhor amiga está morando em Londrina, em outro estado, e apesar da distancia a cada dia tenho mais certeza que ela é minha amiga, mesmo com a distancia,  nos falamos quase todo dia, fazemos planos juntos, e eu a amo mais que tudo, ela realmente é uma irmã pra mim. Acho que a distancia na verdade foi um teste pra ver se nossa amizade aguentaria, e acho que deixará nosso laço mais forte ainda. Então essa é uma dica, bem clichê aliás, mas é melhor de poucos amigos verdadeiros do que vários falsos. Dedicado a Ananda Rocha, obrigado por tudo. Até o próximos post!


Deixe um comentário

Intercâmbio

Como alguns sabem, ano que vem vou fazer um intercâmbio, e vou postar aqui dicas para quem quiser ir e quiser se programar e tirar algumas dúvidas. Em primeiro lugar, você precisa saber o destino. Nessa hora você precisa ter muita atenção, pesquise sobre o país, pesquise a fundo, moeda, custo de vida, hospitalidade, temperatura, fuso horário, opções para lazer, cada mínimo detalhe é fundamental, pois você está escolhendo uma moradia temporária, ou seja, você têm que se sentir bem a cima de tudo. Não deixe ninguém influenciar sua escolha, é sempre bom ouvir dicas de quem já foi, pontos fortes e fracos, mas no final de tudo a escolha é sua, é você que irá viver essa experiencia, então tem que ser um lugar que você realmente queira.

Segundo.. é indicado ir a partir do nível básico, porque já vi pessoas que foram sem saber nada, e acreditem, dependendo do tempo que você fica, mas atrapalha do que ajuda. Se não tem um nível aceitável do idioma, não adianta, você não entenderá quase nada que os professores explicam, irá atrasar sua turma, irá ser um anti-social pois não vai conversar com ninguém, então não rola né? Outra coisa é escolher bem a agencia que você vai, isso é muito importante, principalmente para seus pais, a agencia que cuida de toda a burocracia da matricula na escola, de sua moradia, eles vão te auxiliar em todos os processos para sua viagem, para sua segurança, pesquise, visite pelo menos três agencias, compare as vantagens, faça perguntas, é importante que você saia de lá sem dúvida nenhuma. Não se deixem levar pelo preço, as vezes é melhor pagar um pouco mais caro por mais qualidade, do que se dar mal depois, vocês sabem o que dizem por ai, o barato as vezes pode sair muito caro. Vocês tem que se perguntar uma coisa ”Eu realmente quero ir? Por quais motivos eu quero ir”, falo isso porque muitas pessoas que conheço vão porque simplesmente amigos foram, já vi pessoas que pagaram uma fortuna pra ficar 6 meses e voltaram antes porque não aguentaram, revejam os motivos pelos quais você quer ir. Muitos vão pra usar droga, beber, festejar todos os dias, cabular as aulas, e eu acho isso a coisa mais estúpida do mundo, porque na maioria dos outros países, se te pegarem usando qualquer tipo de substancia ilícita você é deportado e perde totalmente o direito de voltar, perde todo o dinheiro investido, além de prejudicar a instituição que você estuda, ou seja, vocês que estão pensando em ir pra apenas ficar longe dos seus pais e fazer besteiras, vão se ferrar porque o dinheiro não é capim e sua família não é idiota. No meu caso, meus motivos são conhecer os Estados Unidos que é meu maior sonho, a cultura, aperfeiçoar meu inglês e ganhar mais maturidade e independência. Escolhi a Califórnia, pelo motivo de ser sempre sol de dia, mas fazer aquele frio a noite, também por LA a segunda maior cidade dos EUA e ter muito o que fazer, tenho praias, disneyland, teatros, cinemas casas de shows, boates, realmente eu um ambiente bem a minha cara, com muita atividade pra fazer, além de ficar pertinho de Las Vegas.

Outra coisa importantérrima é você decidir entre residencia estudantil ou casa de família. Eu optei por casa de família pelo motivo de querer viver o que um tipico americano vive, ter um quarto só meu, ter comida pronta, e não ter que dividir dormitório com um desconhecido. Mas isso vai de cada um, das preferencias e tudo mais. Então é isso, não importa se você vai fazer high school, curso de idiomas, au pair ou universidade, pesquisar é fundamental pra você fazer um intercambio tranquilo. Espero que eu tenha ajudado, até o próximo post.

 

 

 


Deixe um comentário

Ser fã

Como todos sabem, pelo menos eu acho que saibam porque eu não paro de comentar desde os últimos meses, ontem eu realizei meu sonho de ir ao show da pessoa que eu mais admiro no mundo, Demi Lovato, e cheguei a conclusão, que se têm alguém nesse mundo que realmente sofre por ser fã, sou eu. Não é uma vida fácil, além das preocupações e problemas com a minha vida, eu me preocupo com a vida de meus ídolos também, se eles não estiverem bem, eu também não estou cem pro cento feliz. Conheci essa menina chamada Demi Lovato a um tempo atrás quando estreiou camp rock no disney channel, desde então ela é a rainha do meu mundo, ela e os jonas brothers são as primeiras pessoas em meus pensamentos, tenho que saber absolutamente tudo sobre eles todos os dias, desde as coisas mais simples até as mais complexas. Mas voltando pro show, sabe aquele sentimento de tristeza? Então senti por vários momentos, começando pela fila, vendo várias pessoas que até o ano passado não sabiam quem era Demi Lovato conhecerem ela, ganharem meet, passagem de som. É realmente doloroso esse tipo de situação, eu me pergunto: porque eles e não eu? Será que o destino não quis dessa vez porque aguarda alguma outra vez pra mim que seja mais especial, que eu consiga ficar muito mais tempo com ela, só pode ser isso, ou pelo menos eu prefiro acreditar que seja isso. Tantos fãs dela, que realmente gostam dela desde sempre, que já sofreram muito como eu, estavam lá atrás, enquanto uns que  conheceram ela de uns meses atrás estavam a centímetros de distancia do palco. Ontem fiquei 24 acordado, era de madrugada e eu estava na rua, o local do show era afastado de tudo, fiquei um dia inteiro sem comer e bebi muita pouca água, quando a chuva começou os fãs se aglomeraram em uma cobertura e fiquei esmagado, 8 horas sem me mexer, de pé, na mesma posição, várias amigas minhas saíram chorando, outros desmaiaram, eu cheguei ao ponto de achar que eu desmaiaria, mas na minha mente eu me ordenei que não poderia me dar a esse luxo, não poderia ser fraco, esperei tanto tempo por isso, fiz tanto sacrifício, economizei, passei chuva, frio, peguei transporte público, tudo aquilo não poderia ser em vão. Enquanto posers estavam de pista premium sentados na fila relativamente vazia, recebendo esfiha e refrigerante. A injustiça chega até ser um pouco cômica. Realmente era pra eu estar lá, tentei comprar no dia que começou a vender desde a meia noite e madruguei tentando comprar, de todas as formas, pela internet, pelo telefone, e como último recurso a bilheteria. Tudo em vão. Bom finalmente depois de tanta briga, pessoas desmaiadas, suor, dor, eu entrei e estava na pista no meio da multidão, não aguenta meu próprio corpo. Agora acreditem se quiser, não estou falando isso pra ficar uma coisa bonitinha, e nem nada, mas quando Demi entrou no palco, todas as sensações ruins que senti sumiram, cansaço, fome, dor, tudo aquilo não era nada, ela estava na minha frente, a poucos metros de mim, pulei como se ninguém estivesse olhando, cantei como se ninguém estivesse ouvindo, e depois da última música eu percebi que tudo isso valeu a pena e eu faria tudo de novo por ela. Toda vez que eu quis desistir e sair daquele aperto e ir pro final da fila, eu lembrava de seu rosto e repetia pra mim mesmo”stay strong lucas”. Clichê? Pode até ser, mas real. Esse tipo de coisa só me faz perceber que eu sou um fã, ser fã está no meu sangue. Ao menos cheguei a grade de pista no final de tudo, e sinto que ainda não acabou, muita coisa vai acontecer. Esse post especialmente a todos os fãs seja de qualquer artista mas principalmente aos lovatics.